domingo, 15 de janeiro de 2012


Resumidamente, o monge após a palestra nos deu um dever de casa: manter a sementinha das idéias que ele plantou em nossos corações regada durante todo o nosso novo ano de 2012!



"Por mais que na batalha se vença um ou mais inimigos, a vitória sobre si mesmo é a maior de todas as vitórias.”. - Buda Sakyamuni





As idéias básicas foram que não adianta nos queixarmos, não importa qual o tamanho ou a gravidade dos nossos problemas, temos que assumir que fomos nós que os atraímos para nossas realidades individuais, por falta de SABEDORIA...

Para consertar os estragos que causamos às nossas próprias existências alguns caminhos, todos focados na modificação interior. Não adianta efetuar modificações externas ou verbalizar soluções, é a mudança interior que trás a prática das ações corretas e pensamentos corretos.

Devemos praticar as 4 nobres verdades: Em termos resumidos, estas nobres verdades referem-se ao sofrimento (dukkha), sua natureza, sua origem, sua cessação e o caminho que conduz a essa cessação. Os budistas crêem que as Quatro Nobres Verdades estão entre as diversas experiências que Sidarta Gautama realizou durante sua tentativa de iluminação.As Quatro Nobres Verdades são a conclusão de seu entendimento sobre a natureza do sofrimento,  sobre a causa fundamental de todo o sofrimento, da fuga do sofrimento e que o esforço de uma pessoa pode fazê-la alcançar a felicidade.

1- A nobre verdade do sofrimento.




2- A nobre verdade da causa do sofrimento.



3- A nobre verdade da extinção da causa do sofrimento.



4- A nobre verdade da senda que leva à extinção do sofrimento.




Só que não adianta achar que vamos conseguir seguir o caminho óctuplo se ainda não estamos preparados para ele, precisamos sim, através da prática da meditação diária, nos modificarmos interiormente para depois seguirmos o caminho óctuplo.

Enquanto não atingimos esse grau de meditação transmutacional, vamos em 2012 engatinhar nas práticas, nos mantras e nos rituais, aprimorando a fé e a nossa conexão com o divino.

Na prática, vamos desenvolver bom senso e sabedoria.

Senso de vergonha e de cooperação. Vamos  nos envergonhar como diz o ditado popular e consertar nossos erros com humildade, tomar vergonha na cara e agir de forma correta, ética, cumprir com nossos deveres sociais e pessoais. Enfim, essa tomada básica de consciência é o primeiro passo para a modificação interior, é a mudança de comportamento nem que seja nas coisas mínimas do dia a dia, em casa ou no trabalho ou no grupo social com os amigos e familiares.

Eis o dever de casa: Desenvolver senso de vergonha e senso de cooperação. Fazer o que nos cabe.

Parece simples, mas sabemos que não é. Temos vários inimigos interiores nos sabotando. Para vencê-los, Buda ensinou que a meditação é o caminho para a iluminação e para nos libertar-mos do SAMSARA um dia....

É isso! Boa sorte aos praticantes !!! rsrsrs :D

NAMASTÊ




Nenhum comentário:

Postar um comentário