segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

CAPÍTULO 2 E CAPÍTULO 3

A FAMÍLIA DE MARTÍN LADINO ( CAPÍTULO 2)

NO LAR DE MARTÍN LADINO( NOME FICTÍCIO) AS COISAS ANDAM MAL. ESSA SITUAÇÃO FAMILIAR COMPLICADA NOS AUXILIARÁ NA COMPREENSÃO DA UTILIDADE DE TRAZER À CONSCIÊNCIA A PRÓPRIA IMAGEM DESSA INSTITUIÇÃO E DEMONSTRARÁ COMO UMA NOVA ORDEM PODE APRESENTAR UMA SOLUÇÃO PARA DETERMINADA PROBLEMÁTICA.

CERTO DIA, MARTÍN ESTAVA DESORIENTADO, POIS NÃO CONSEGUIA COMPREENDER COMO, DEPOIS DE ANOS DE CASAMENTO, SUA EXISTÊNCIA PARECIA IR POR ÁGUA ABAIXO. A RELAÇÃO COM MARIANA MÉNDEZ ( NOME TAMBÉM FICTÍCIO), A SEGUNDA ESPOSA, TORNARA-SE TENSA E CONFLITUOSA. E NÃO CONSEGUIA SE ENTENDER COM OS FILHOS, COM OS QUAIS DISCUTIA FREQUENTEMENTE.

O RESPEITO, A CONFIANÇA E A COMUNICAÇÃO HAVIAM SE DETERIORADO. MARTÍN SENTIA-SE SÓ E DEPRIMIDO. SEUS SENTIMENTOS O AFASTAVAM CADA VEZ MAIS DA FAMÍLIA ATUAL. PERCEBIA QUE FRACASSAVA NOVAMENTE NA VIDA AMOROSA. PARA TENTAR SUPRIR SUA CARÊNCIA, ENCONTRAVA-SE COM UMA ANTIGA AMIGA DA UNIVERSIDADE, MAS ESSA RELAÇÃO TAMBÉM NÃO O SATISFAZIA.

A compreensão das forças do amor familiar pode sanar conflitos e ser muito benéfica ao ser humano.

NOS NEGÓCIOS, ELE TAMBÉM TINHA PROBLEMAS. ERA GERENTE DE UMA EMPRESA FAMILIAR QUE ATRAVESSAVA SÉRIAS DIFICULDADES; POR ESSE MOTIVO, AUSENTAVA-SE CADA VEZ MAIS DO TRABALHO E ERA DOMINADO POR UMA IRRESISTÍVEL TENDÊNCIA AO ALCOOLISMO. ESSE PANORAMA DESOLADOR O LEVAVA, COMO SEMPRE, A REFUGIAR-SE NOS BRAÇOS DA MÃE, POR QUEM SENTIA GRANDE AFETO, PRINCIPALMENTE PORQUE ELA O PROTEGIA COMO QUANDO ERA JOVEM. ERA UMA MULHER CORAJOSA, QUE SOUBE CRIAR OS FILHOS ADEQUADAMENTE, A DESPEITO DO MARIDO ALCÓOLATRA E MULHERENGO.

POR SUA VEZ, MARIANA SENTIA-SE SOZINHA E EXCLUÍDA DA VIDA DE MARTÍN. O SISTEMA FAMILIAR ESTAVA PERTURBADO, E ELE NÃO ENCONTRAVA EXPLICAÇÃO PARA O FATO. ENTÃO OS LADINO FORAM ATINGIDOS POR ALTERAÇÕES NA HIERARQUIA FAMILIAR, EXCLUSÕES, DESEQUILÍBRIO NO ATO DE DAR E RECEBER E OUTRAS IMPLICAÇÕES.

AO REVISAR AS TRÊS NECESSIDADES BÁSICAS E NATURAIS DOS SERES HUMANOS, MARTÍN PÔDE ENFOCAR SEU PROBLEMA COM UMA VISÃO NOVA. POUCO A POUCO, RECONHECEU O QUE OCORRIA E RESTABELECEU O EQUILÍBRIO; ENTÃO, COMEÇOU A CRIAR UM MODELO DE FAMÍLIA SADIA. DE QUE MODO? VAMOS EXPLICAR NOS CAPÍTULOS SEGUINTES.

A DECISÃO DE ENFRENTAR A REALIDADE E RECONHECER AS ORDENS DO AMOR FACILITA A SOLUÇÃO; ALÉM DISSO, MELHORA A CONVIVÊNCIA, FORTALECE A ESTRUTURA E RESTABELECE A HARMONIA. PARA TANTO, A PRIMEIRA COISA A FAZER É NOS JOGAR NA ÁGUA, ENFRENTAR A REALIDADE..... E COMEÇAR A NADAR. VAMOS VER COMO......


RECONHECER A REALIDADE ( CAPÍTULO 3)


DE ACORDO COM HELLINGER, A PERCEPÇÃO DO QUE OCORRE E A UTILIZAÇÃO DE FRASES-CHAVE CURATIVAS SANAM E ALIVIAM AS FERIDAS.

AS FRASES CRIAM UMA MECÂNICA DE FUNDO QUE NOS CONDUZ AO EQUILÍBRIO. EM OUTRAS PALAVRAS, ELAS NOS FAZEM SENTIR BEM, COM DIGNIDADE. AGEM SOBRE NOSSAS ATITUDES E NOS LEVAM À MUDANÇA.

UMA VEZ IDENTIFICADA A REALIDADE, OS IMPLICADOS NO CONFLITO VÊEM-SE CONFRONTADOS COM A PRÓPRIA RESPONSABILIDADE. DE REPENTE, DESCOBREM QUE NÃO SÃO CULPADOS OU QUE PODEM LIBERTAR-SE DE FORÇAS EMOCIONAIS QUE OS PRENDEM. AO DESCARREGAREM NOS OUTROS O QUE NÃO LHES CABE, ASSUMEM UMA VISÃO DIFERENTE DA VIDA.

AS FRASES REVELAM O PROBLEMA, POIS ENTREGAM A TAREFA A QUEM DEVE ASSUMI-LA. POR ISSO, OBTÊM UM EFEITO CURATIVO, DE GRANDE ALÍVIO. PORÉM É PRECISO PRONUNCIÁ-LAS COM A CRENÇA EM SUA EFICÁCIA. ASSIM:

1. OS FILHOS FICAM LIVRES DE IMPLICAÇÕES NOS PROBLEMAS PATERNOS;
2. ELES ASSUMEM O PRÓPRIO LUGAR;
3. OS PAIS ACEITAM AS PRÓPRIAS RESPONSABILIDADES.

AS FRASES SIMBÓLICAS EXPRESSAM NOSSOS SENTIMENTOS MAIS SECRETOS, E A "ALMA" * ( NOSSO ANIMUS/ANIMA) ENTENDE A MENSAGEM. QUANDO ELAS SÃO ACERTADAS, A CONSCIÊNCIA SE ALIVIA E A ORDEM FAMILIAR SE RESTABELECE.

* http://pt.wikipedia.org/wiki/Animus
http://pt.wikipedia.org/wiki/Anima_e_Animus

FRASES CONCILIADORAS

O LUGAR OCUPADO PELAS PESSOAS DETERMINA SEUS SENTIMENTOS. ASSIM, O PAI PERCEBE NO MAIS PROFUNDO DA "ALMA" QUE DEVE VELAR PELO SUSTENTO DA FAMÍLIA. A MÃE, QUE REPRESENTA O APOIO AFETIVO; O PRIMOGÊNITO, QUE OCUPA O PRIMEIRO LUGAR ENTRE OS IRMÃOS ( E DEVE "SITUAR-SE MENTALMENTE" PRÓXIMO DO GENITOR DO MESMO SEXO); DESSA MANEIRA, CADA INTEGRANTE DA FAMÍLIA ASSUME UM PAPEL INTERNO.

QUANDO CONCORDAM QUE NÃO ESTÃO EM SEU DEVIDO LUGAR, ELES SE MOSTRAM INCOMODADOS, COM UMA SENSAÇÃO INCONSCIENTE DE QUE HÁ ALGO "INADEQUADO".

NAS RELAÇÕES ENTRE OS CASAIS, PERCEBE-SE QUE O HOMEM QUE FICA "PRÓXIMO DA MÃE" NÃO RECEBEU AMOR PATERNO. PORTANTO, TEM DIFICULDADE DE ASSUMIR O PAPEL DE "CONSTITUIR CASAL".

POR SUA VEZ, A MULHER QUE, EM ALGUMA ETAPA DA VIDA, SE APROXIMA DO PAI COM O OBJETIVO DE CONHECER A MASCULINIDADE, E SUA "PROXIMIDADE EMOCIONAL" NÃO RETORNA PARA A FIGURA MATERNA A FIM DE REASSUMIR A FEMINILIDADE, EXPERIMENTA COMPLICAÇÕES NA VIDA AMOROSA. CONSEQUENTEMENTE, TEM DIFICULDADES DE CONSTITUIR RELAÇÕES ESTÁVEIS. DAÍ NASCEM MUITOS CONFLITOS ENTRE OS CASAIS.

AS FRASES SEGUINTES PODEM TRANSMITIR UMA IDÉIA DE MENSAGENS CURATIVAS. DEVEM SER PRONUNCIADAS EM VOZ ALTA, DIANTE DA REALIDADE, PARA QUE ENCONTREMOS NOSSO DEVIDO LUGAR.


O FILHO AOS PAIS

=> É RECOMENDADO QUE ELE RECONHEÇA A IMPORTÂNCIA DOS PAIS EM RELAÇÃO A SI MESMO. POR EXEMPLO, COM A FRASE:
VOCÊ É O GRANDE, EU SOU O PEQUENO.
PORTANTO, SEREI COMO VOCÊ.


=> AO PAI OU À MÃE QUANDO OUTRA PESSOA OCUPA O LUGAR DE UM DELES (AMANTE OU SEGUNDO CÔNJUGE), PODE DIZER : MEU PAI É ESSE, SÓ ESSE.

=> ELE SE SENTE LIVRE QUANDO PODE PRONUNCIAR EM VOZ ALTA O QUE SEMPRE EXPERIMENTOU INTIMAMENTE. POR EXEMPLO: AGI POR AMOR. FIZ O MELHOR QUE PUDE, MAS AGORA POSSO DEVOLVER O PROBLEMA PARA VOCÊ ( PAPAI OU MAMÃE). ENTÃO PODE LIDAR COM ELE.

=> AO DIZER A UM OU AMBOS OS PAIS: CAROS PAIS, ESSA SITUAÇÃO É DE VOCÊS. PORTANTO, A RESPONSABILIDADE É SUA, NÃO MINHA, TRASPASSA AS CONSEQUÊNCIAS E ESTABELECE LIMITES CLAROS, O QUE LHE PERMITE A LIBERTAÇÃO DE RESPONSABILIDADES QUE NÃO LHE CABEM.

=> QUANDO ALGUM DOS FILHOS OU NETOS PARECE "ACOMPANHAR" ALGUÉM DA PRÓPRIA FAMÍLIA NO VÍCIO ( POR EXEMPLO, ALCOOLISMO) OU EM ATITUDES AUTODESTRUTIVAS, É ACONSELHÁVEL QUE ELE DIGA: AINDA QUE VOCÊ SE VÁ ( OU SE DESTRUA COM O VÍCIO), EU FICAREI. LEMBRAR-ME-EI COM CARINHO DE VOCÊ E RESPEITO SUA DECISÃO. VOCÊ SERÁ ETERNAMENTE MEU PAI OU MINHA MÃE, E EU, SEU FILHO. AQUI, OCORRE O RESPEITO, PORÉM NÃO A IMITAÇÃO DAS ATITUDES.



AO CASAL

=> PARA QUE UMA RELAÇÃO SEJA ESTÁVEL, É ACONSELHÁVEL QUE CADA UM "SAIBA QUE SE CASOU COM A FAMÍLIA DE ORIGEM DO OUTRO". ALÉM DISSO, É RECOMENDADO QUE SE REVISEM OS MODELOS-PADRÃO DOS PAIS DE AMBOS E SEJAM ENCONTRADOS NOVOS PARA A PRÓPRIA RELAÇÃO.

=> QUANDO UM DOS CÔNJUGES TRANSMITE INCONSCIENTEMENTE AOS FILHOS QUE É MELHOR QUE SEU PARCEIRO, NA VERDADE QUER DIZER: CONSIDERE-ME COMO UM EXEMPLO A SER SEGUIDO. COMO CONSEQUÊNCIA, OS FILHOS SE SENTEM INDUZIDOS A REJEITAR UM DOS PAIS. AO LEVAREM ESSE VAZIO NA "ALMA", ELES, EM SEGREDO, IMITAM O GENITOR NÃO ACEITO E REPETEM A SUA HISTÓRIA.


PARA ELABORAR UM LUTO


CARO PAI, IRMÃO, FILHO ...... RESPEITO SUA DECISÃO DE TER PARTIDO.VOCÊ ESTÁ MORTO(A), E EU, VIVO(A). AINDA VIVEREI POR MAIS ALGUM TEMPO, ANTES DE NOS REUNIRMOS. DESCANSE EM PAZ. ASSIM A PESSOA FICA CIENTE DE QUE, APESAR DE SEU AMOR POR QUEEM FALECEU, DEVE ESTABELECER LIMITES. ISSO PERMITE QUE SE ROMPA COM O SENTIMENTO DE "EU O ACOMPANHO", QUE INFLUENCIA NO DESENCADEAMENTO DE ENFERMIDADES DEPOIS DA PARTIDA.

É RECOMENDÁVEL A REPETIÇÃO DESSA FRASE VÁRIAS VEZES. S2


CONTINUA.............

Nenhum comentário:

Postar um comentário